Cascais: cool and free


20140113-230716.jpg

Na semana passada folheei a agenda cultural de Cascais de Novembro e Dezembro e apercebi-me da quantidade de cultura que é oferecida gratuitamente por aqui. Infelizmente, deixei passar vários programas que me teriam agradado, certamente.

Os caminhos da vida trouxeram-me para passar uma temporada na terra que acolheu os anos áureos da minha adolescência e agora a magia está em redescobrir, quase 20 anos depois, os cantos desta vila. Muito asfalto de muita curva ainda se lembrará do cheiro da minha pele, tal eram as quedas típicas de acelera na deliciosa década de 90.

Mãe e madura aqui me encontro com o sorriso de sempre pronta para o reencontro.

Depois de ter pedido de Natal um aspirador já não estranho ter metido férias em Janeiro e neste frio, por aqui ficar sem cogitar uma fuga básica para os trópicos, como seria habitual. Talvez a idade esteja mesmo a bater à porta. Será?

A verdade é que Cascais tem muito para oferecer e o frio tem o seu encanto.

Hoje acabámos por ir ao Parque Marechal Carmona, que adoro. Ali respiro sossego e o meu filho gasta a energia que tem a mais a correr atrás dos pavões, a fugir das galinhas e a ver os patos. Diverte-se nos escorregas, faz amigos novos e desenvolve o seu potencial de sportinguista esquerdino.

Era o momento certo para ir ver a exposição Paula Rego / Honoré Daumier: mexericos e outras histórias. E assim foi. A Casa das Histórias exclusivamente para nós dois numa segunda-feira soalheira. Eu  admiro bastante a obra da artista portuguesa. O trabalho de Daumier foi novidade para mim. A exposição “estabelece um diálogo entre dois artistas para quem a obra gráfica se tornou um meio de expressão tão directo como o próprio desenho”. Uma exposição rica que separa dois artistas por mais de um século partilhando características entre as quais a utilização da arte gráfica como “elemento diluidor das hierarquias e da diferenciação entre a arte erudita e popular, sempre comunicante com o tempo presente através das suas vozes críticas, por vezes mordazes e socialmente interventivas”.

Fiquei a saber que a agenda de Cascais a partir de 2014 encontra-se disponível somente online. Para se informarem sobre a programação para este inverno é só clicar aqui.

Outros sites que recomendo para a conjugação de arte e família:

www.occo.pt

https://estrelaseouricos.sapo.pt/

Até amanhã life lovers.